No novo mundo, cheio de inovações é possível observar o quanto a tecnologia é importante para a humanidade, e no mercado não é diferente. 

Assim, é possível observar o quanto as ferramentas criadas com seu surgimento tem sido de grande importância para as empresas, já que o mundo gira em torno do digital. 

E o digital é o futuro de sucesso que está cada vez em busca de melhorias e crescimento com sucesso para as empresas. Dessa forma, é possível entender a grande importância do mecanismo de pesquisa como o Google, e a necessidade de manter um bom ranqueamento. 

Para as Startups, que são empresas inovadoras baseada em tecnologia, atualmente, no Brasil está cada vez mais evoluindo e muitas delas já atingiram centenas de milhões de reais em valor de mercado. Empreender em startups pode ser um grande desafio porém, extremamente recompensador. 

Portanto, que tal entender mais a fundo sobre SEO para Startups? Confira tudo o que você precisa saber agora mesmo.

O que é SEO e como funcionam os motores de busca?

SEO startups
Fonte: Freepik

Implementar as técnicas de SEO pode até ser uma tarefa um pouco trabalhosa e vai desde criar um excelente site até redigir corretamente os metadados. Contudo, não basta apenas divulgar suas informações na plataforma. 

Existem estudos que mostram que cerca de 75% de todos os cliques nos motores de buscas estão nos três primeiros resultados na página. Ou seja, apenas 25% de todos os cliques vão para os demais milhares ou centenas de resultados. Isso significa que é preciso fazer tudo para conseguir ficar entre os três primeiros resultados de busca do Google. 

SEO é a sigla para “Search Engine Optimization”, que significa, “Otimização de mecanismo de pesquisa”. É o processo de sites para que tenham uma excelente classificação nos resultados dos motores de busca através de consultas orgânicas, ou seja, não pagas como é o caso dos “anúncios” no topo de pesquisa. 

Em suma, seu site precisa encantar, atender e satisfazer certas referências que as plataformas como o Google buscam. 

O Google busca proporcionar aos seus usuários a experiência mais positiva possível e, dessa forma, precisa apresentar a melhor informação disponível. Essencialmente, o SEO é o processo que garantirá que o os motores de busca reconheçam seu conteúdo como a mais relevante e melhor informação disponível na Rede para uma questão bem mais específica de busca. 

Motores de busca

O SEO é basicamente a prática de otimizar para agradar aos motores de busca. Mas, afinal, como esses motores de busca funcionam?

Os motores de busca fazem o uso de robôs que rastreiam páginas na internet de forma a determinar bem qual é o seu conteúdo. Uma vez que recolhem suficiente informação, os robôs adicionam essas páginas ao seu índice. Logo após, o algoritmo simplesmente busca a consulta de busca do usuário com a informação relevante que consta em seu índice e fornece aos usuários uma resposta bem precisa para a sua consulta. 

É necessário saber que o Google não divulga dados específicos sobre o seu algoritmo e, portanto, é impossível saber ao certo como as diversas estratégias de SEO são levadas em consideração. 

SEO on-page x SEO off-page

O SEO é impactado por diversos fatores, e como não há como saber com exatidão o que influencia mais o ranking dos motores de busca, os especialistas recomendam que sua estratégia de SEO inclua um conjunto repleto de táticas.

Essas táticas podem ser em grande parte divididas em duas categorias: 

  1. SEO on-page: se refere às estratégias que são implementadas no próprio site, incluindo, desde o design e texto até seus metadados, alt text e muito mais;
  2. SEO off-page: refere-se aos passos que são dados fora do site e isso inclui os links externos, posts sociais e outros meios de promoção do site.

Tanto o SEO on-page como o off-page são essenciais para diferenciar tráfego para o seu site e, em última análise, assinar para o Google que o site é bastante significativo. 

Mostrando assim, a grande importância do seu site e que as pessoas estão interessadas em saber mais sobre o que tem a oferecer, você está ajudando suas páginas em saber mais sobre o que tem a oferecer, você está ajudando suas páginas a ter uma classificação mais elevada e a conseguir direcionar mais tráfego. 

Como o SEO é implementado?

Embora pareça óbvio, a criação de um site é o primeiro passo excepcional para implementar as melhores práticas de SEO. 

Certifique-se que seu site seja de fácil navegação, que proporciona uma excelente experiência de usuário e que apresenta com clareza a informação que você deseja transmitir. Essa prática garantirá que seu passo está sendo realizado da forma correta para poder entregar a melhor resposta às buscas dos usuários. 

Entretanto, o SEO é muito mais que um site com aspecto profissional. Sendo assim, confira a seguir algumas das táticas mais essenciais de SEO que devem ser levadas em consideração: 

Entendendo um pouco mais sobre startups

Startups
Fonte: Freepik

Além de tornar possível o intenso crescimento financeiro ao empreendedor e sua equipe, as startups também possuem o grande potencial de crescimento da economia, transformando o mercado e melhorando a vida dos consumidores. 

Uma startup é uma empresa que tem o objetivo de crescer de forma bem mais agressiva. As startups costumam oferecer produtos e/ou serviços inovadores, visando solucionar uma dor ou trazendo inovação incremental a mercadoria já existente. 

Na maioria das vezes, as startups baseiam o seu modelo de negócio em tecnologia digital, mas, não que seja uma regra. 

Ou seja, são empresas que operam em um mercado de alto risco e que buscam continuamente investimentos externos. Dessa forma, elas podem potencializar seu crescimento e desenvolver suas soluções de forma mais rentável. 

Principais características de uma Startup

Agora que foi possível aprofundar-se um pouco mais sobre o que é o Startup, veja a seguir suas principais características:

Modelo de negócios

Os modelos de negócios das startups costumam ser inovadores e estão diretamente relacionados com a tecnologia. Contudo, isso não faz das Startups empresas de apenas computação. Algumas das esferas que as startups atuam, são:

Repetível e escalável

A intenção e vontade de crescer de forma rápida e agressiva força as startups a ter um modelo de negócio repetível e escalável. Ou seja, o mesmo produto ou serviço precisa ser facilmente vendido ou aplicado para um número grande de pessoas sem que seja necessário realizar grandes adaptações. 

A grande ideia é que essa empresa realize o máximo de vendas possíveis com o mínimo de custos. Além disso, é preciso ser um negócio escalável, ou seja, um negócio que possa crescer bastante em faturamento ao passo que seus custos crescem em ritmo baixo.

Uma empresa que vende serviços jurídicos para escritórios de advocacia de todo o país é escalável. Um supermercado, ainda que apresente bom crescimento, não é.  

Cenário de incertezas

Levando em consideração que as startups são empresas de riscos assumidos, tanto para quem empreende, como quem investe sabe que este se trata de um negócio de risco. E este é o preço que se paga pelas altas chances de crescimento acelerado. 

Qual a diferença entre uma Startup e uma empresa?

Startups vs empresa
Fonte: Freepik

Toda startup é uma empresa, porém, nem toda empresa é uma startup, levando em conta o que de fato é e seus riscos. A diferença é que as startups são empresas que avançam com tudo em rumo ao crescimento, aceitar correr riscos e captar investimentos externos para acelerar ainda mais seu crescimento. 

A maioria das startups possuem 3 destinos: ele pode ser incorporado por outra grande empresa, pode se tornar uma empresa com mais de R$1 bilhão em valor de mercado, ou ir a falência e o empreendedor iniciar outro projeto. 

As empresas muitas das vezes possuem uma pretensão de crescimento mais modesta. Por exemplo, uma padaria de bairro pode crescer, mas provavelmente terá um crescimento bastante limitado e terá decisões empresariais menos ousados do que uma startup. 

Além disso, empresas comuns não costumam captar investimentos externos, mas sim dívidas de financiamentos empresariais. Mesmo uma grande empresa tradicional possui diferenças em relação às startups. 

A cultura organizacional das startups é voltada à disrupção e à inovação. Grandes empreendimentos, por sua vez, possuem uma cultura mais tradicional de melhorar, mas sem revolucionar a curto prazo. 

Tipos de Startups

É possível classificar os tipos de startups a partir do próprio público-alvo, confira a seguir:

B2B 

O B2B são startups cujos clientes são outras empresas. Ou seja, são empresas que vendem bens que só posteriormente serão vendidos ao consumidor final. Além de startups que prestam serviços intermediários a outros empreendimentos. 

B2C

O B2C é uma startup cujos clientes são, de fato, consumidores finais. Empresas que prestam serviços e oferecem produtos a computadores comuns. Abrangem um universo de possibilidades. 

C2C

O C2C são startups onde um consumidor vende para outro consumidor. É o caso, por exemplo, de marketplaces para produtos ou de segunda mão. 

Modelos de negócios de Startups

Além dos tipos de startups, existem diferentes opções de modelos de negócios. Algumas delas são:

SaaS

O SaaS, ou software como serviço, oferece serviço na nuvem. Em suma, ele funciona como um software autônomo, capaz de facilitar e automatizar os serviços manuais. Esse modelo de negócio é indicado principalmente para o público empresarial.  

Marketplace

O Marketplace funciona basicamente como um tipo de shopping virtual. Trata-se de um modelo de negócio que conecta oferta e demanda por meio de uma plataforma digital. 

Nessa plataforma, os clientes podem encontrar vários vendedores ou prestadores de serviço. 

Esse modelo de startup é indicado para quem pretende focar em um segmento de mercado e construir um negócio altamente escalável. 

Afinal, qual a importância do SEO para Startups? 

Tendo entendido o que é o SEO e como funciona, as estratégias para melhorar o posicionamento de um site, nas páginas de buscadores, para gerar vendas são cada vez mais importantes para os negócios. 

Afinal, é por meio destas estratégias, aliadas a um bom conteúdo, que as empresas conseguem ganhar relevância nos mecanismos de busca. E assim, ganhar destaque nas primeiras posições das buscas orgânicas. No final do dia, o grande objetivo é melhorar as vendas de produtos e serviços. 

Estar na primeira posição do Google é o sonho de consumo de qualquer empresa, principalmente as startups. Principalmente porque a empresa ganha tráfego gratuito, credibilidade e a oportunidade de se comunicar, mais de perto, com seus consumidores. 

E já que as startups geralmente não possuem tantos recursos, nada melhor que uma excelente estratégia de SEO muito bem feita para economizar nos investimento de marketing. Afinal, os anúncios digitais estão cada vez mais elevados e as empresas tendo que reinventar-se para obter destaque no mercado, embora as campanhas sejam ações, também, essenciais. 

Apesar de um SEO também ter seu custo, ele costuma gerar resultados a longo prazo. E isso beneficia a sua startup no futuro. O maior problema enfrentado pelas empresas que o Google não informa o que mudou em seu algoritmo e várias alterações são feitas ao longo do ano, que em média, são quase duas por dia. 

Sendo assim, visando a grande importância e as vantagens do uso de SEO para Startups, que tal assumir um risco mais confiável que te ajuda a obter os melhores resultados e a um longo prazo utilizando as técnicas de SEO? Sendo assim, acesse o site da bocca e conheça mais da estratégia de SEO para o um negócio de sucesso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.